Matrícula 2018 da rede estadual começa na próxima semana


Secretaria abre seleção interna para professores da Educação Profissional e Tecnológica

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia divulgou, no último sábado (6/1), edital para abertura de processo seletivo com vistas à seleção de profissionais do magistério, que lecionam na educação básica e/ou técnica profissional para atuar nos cursos técnicos de nível médio e de qualificação (formação inicial e continuada), na ação Bolsa Formação do PRONATEC.

O edital é voltado à seleção para cadastro de reserva de profissionais da Educação, pertencentes ao quadro de servidores efetivos do magistério e de servidores em Regime Especial de Direito Administrativo – REDA, da Rede Estadual de Ensino para atuar na função de Professor, nos cursos do PRONATEC ofertados nos Centros de Educação Profissional e Unidades Escolares da Rede Estadual da Bahia.

Leia a íntegra do edital e os anexos:

Estudantes de Valéria participam de formatura de conclusão do curso técnico em Administração e Formação Geral

 

A noite de sábado (6) foi marcante para os 46 estudantes que concluíram o curso técnico em Administração e 13 do curso de Formação Geral do Colégio Estadual Professora Noêmia Rêgo, localizado no bairro de Valéria, em Salvador. Eles celebraram suas formaturas em solenidade realizada no Espaço Sagrada Família, com a presença de familiares, professores e gestores escolares.

O estudante Luciano Louvores de Lima Filho, 18, comemora com satisfação a conclusão do curso técnico em Administração. “Esta formação significa um grande passo em minha carreira profissional e vida pessoal, pois me trouxe a oportunidade de conhecer o âmbito profissional com o meu primeiro estágio na Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia (Sefaz). Além disso, é o pontapé inicial para a minha inserção em uma instituição de educação superior”, diz, emocionado.

Para o novo técnico em Administração, Danilo Silva de Jesus, 19, a formação técnica é muito importante para a sua vida. “Foram quatro anos de muito estudo, esforço e dedicação. Gostei muito de estudar neste colégio que é uma referência na Bahia. Agora, já estou com planos de seguir nesta área cursando a faculdade de Ciências Contábeis e o que eu aprendi no curso técnico vai me ajudar muito”, afirma.

O Superintendente de Políticas para a Educação Básica, Ney Jorge Campello, foi o paraninfo da formatura e parabenizou os estudantes pelas conquistas. “Para a Secretaria, a conclusão desta etapa de estudos é um momento de celebração e a expectativa é que nesse novo momento da educação pública baiana o encerramento desta etapa não é, na verdade, o ponto de chegada e, sim, o ponto de partida porque muitos estudantes que ali concluíram estão incluídos no programa Primeiro Emprego. Além disso, os estudantes que concluíram a Formação Geral podem retornar à escola para fazer mais um ano do curso técnico profissionalizante”, destaca.

“A formatura é o início de uma nova fase na vida do estudante a partir das vivências na escola e as experiências adquiridas durante o estágio, e agora como profissional contratado do programa Primeiro Emprego, que oportunizou aos jovens do bairro de Valéria a inserção do mundo do trabalho. Quanto aos concluintes de Formação Geral, a continuação dos estudos para o ingresso na universidade principalmente através do ENEM”, ressalta o diretor do colégio, Antônio Edson Lima Souza.

Fonte: ASCOM / SEC

SEC_NTE_HORIZONTAL 26

Abertas as inscrições para creche e colégios da PM na Bahia

Estão abertas, a partir desta terça-feira (2), as inscrições para concorrer às vagas para a Creche Nossa Senhora das Graças e para as 14 unidades do Colégio da Polícia Militar, distribuídas no estado. Os interessados devem se cadastrar até as 18 horas de domingo (7), por meio do site da PM. O sorteio está marcado para 12 de janeiro.

Das 32 vagas oferecidas para a creche, 70% são destinadas a crianças entre dois e cinco anos, filhos de servidores militares, e 30% para a população civil. Nas unidades do CPM em Salvador, nos bairros do Dendezeiros, Ribeira, Luís Tarquínio, Cajazeiras e Lobato, na região metropolitana, em Candeias, e nos municípios de Feira de Santana, Alagoinhas, Itabuna, Ilhéus, Juazeiro, Teixeira de Freitas, Jequié e Vitória da Conquista, serão admitidos 2.698 estudantes.

Das ofertas disponíveis nos CPMs, 40 são para o Ensino Fundamental I – do 1º ao 5º ano – 2.068 para o Ensino Fundamental II – do 6º ao 9º ano – e 590 para o Ensino Médio. Em Salvador, 70% das vagas são destinadas a filhos de servidores militares estaduais e servidores públicos civis da PM e do Corpo de Bombeiros, professores e demais servidores públicos civis da Secretaria da Educação à disposição das unidades do CPM/BA. Os demais 30% são para a população civil. Já nas unidades da Região Metropolitana de Salvador (RMS) e interior, a divisão é feita 50% para cada público.

Fonte: ASCOM/SEC
SEC_NTE_HORIZONTAL 26

Cursos de verão são ofertados no Centro Juvenil de Ciência e Cultura de Salvador

Kayque Seara - CJCC (5)

Começam, na próxima segunda-feira (8), os cursos de verão ofertados pelo Centro Juvenil de Ciência e Cultura de Salvador, localizado no Colégio Estadual da Bahia (Central), no bairro de Nazaré. Até lá, os estudantes da rede estadual que queriam aproveitar o período de férias com muito aprendizado e diversão devem se dirigir ao CJCC e se matricular para um dos cinco cursos oferecidos: Robótica, Piloto Virtual, Corpos – oficina de educação corporal, Desafio da Escrita e Garagem de Aplicativos. Ao todo são oferecidas 200 vagas. As aulas acontecerão até o dia 19 de janeiro e serão realizados nos turnos matutino e vespertino.

Para participar, os alunos devem se dirigir à sede do CJCC, no prazo da inscrição, das 8h às 20h, e apresentar a Carteira de Identidade (RG), CPF, comprovante de residência e comprovante da renovação da matrícula. “A metodologia dos cursos de verão é a mesma realizada durante o ano, porém como acontecem em duas semanas, priorizamos uma didática mais prática”, destacou o diretor do CJCC Salvador, Alcides Magalhães.

Sobre o CJCC – O CJCC é uma iniciativa da Secretaria de Educação do Estado da Bahia para promover a ampliação da jornada escolar e a diversificação do currículo dos estudantes. As atividades são feitas de forma lúdica em ambientes interativos. Atualmente, a rede estadual conta com cinco unidades em Salvador, Senhor do Bonfim, Vitória da Conquista, Barreiras e Itabuna.

Confira as oficinas de verão oferecidas no CJCC Salvador:
– Piloto Virtual (20 vagas matutino e 20 vagas vespertino/ carga horária: 12h)
– Robótica (20 vagas matutino e 20 vagas vespertino/ carga horária: 16h)
– Corpos (20 vagas matutino e 20 vagas vespertino/ carga horária: 16h)
– Desafio da Escrita (20 vagas matutino e 20 vagas vespertino/ carga horária: 16h)
– Garagem de Aplicativos (20 vagas matutino e 20 vagas vespertino/ carga horária: 16h)

Fonte: ASCOM / SEC

SEC_NTE_HORIZONTAL 26

Secretaria da Educação do Estado orienta sobre devolução e descarte de livros didáticos

A Secretaria da Educação do Estado está orientando os gestores das escolas da rede estadual sobre o descarte e devolução de livros didáticos. Para 2018, os estudantes e professores dos anos iniciais e finais do Ensino Fundamental devem entregar os materiais para reutilização e cada escola precisa adotar medidas para estimular as devoluções, bem como registrar a quantidade de livros devolvidos.

Já os livros do Ensino Médio, que encerram o ciclo trienal de atendimento, seguindo o Programa Nacional do Livro Didático, serão descartados, podendo ser entregues aos próprios alunos ou distribuídos para cooperativas de reciclagem credenciadas pelo Governo do Estado, de acordo com a Portaria nº 359 de 20 de janeiro de 2011, da Secretaria da Educação do Estado.

“Com a devolução dos livros, a escola pode avaliar as reais necessidades de novos livros, realizar remanejamento e solicitar livros da reserva técnica ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), promovendo o uso adequado dos recursos públicos”, destacou a coordenadora de Monitoramento do Livro Didático e Biblioteca da Secretaria da Educação do Estado, Alessandra Santana.

Já em relação ao descarte, Alessandra ressalta que “caso os estudantes não queiram ficar com os livros, o gestor escolar deve seguir os procedimentos da Portaria nº 359, preenchendo todos os formulários que estão disponíveis no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br)”. A solicitação, completa, deve ser publicada no Diário Oficial pela Secretaria da Educação.

Recebimento – Além da devolução e descarte dos livros, os diretores devem ter atenção sobre o recebimento dos livros didáticos durante o mês de janeiro de 2018, mantendo uma pessoa responsável pelo procedimento nas escolas. Para garantir que os livros escolhidos pelos professores para o uso no ano letivo de 2018 foram entregues corretamente pelos Correios, é fundamental que sejam conferidos os pacotes que são acompanhados com o nome e endereço da escola, além de rótulo com especificações do conteúdo. Em caso de discordância, o gestor deverá entrar em contato com o FNDE pelo e-mail livrodidatico@fnde.gov.br.

Fonte: ASCOM / SEC

SEC_NRE_HORIZONTAL-26

Secretário Walter Pinheiro visita escolas nos bairros do Garcia e Imbuí

 

Dando continuidade às visitas a escolas da rede estadual, o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, esteve, nesta quarta-feira (27), no Centro Educacional Edgar Santos, no Garcia, e no Colégio Estadual Professora Angelita Moreno, no Imbuí. A iniciativa visa percorrer as unidades escolares para avaliar intervenções para melhorar a infraestrutura e debater com gestores novos métodos de ensino aprendizagem.

 Segundo Pinheiro, o trabalho de reforma das escolas tem que vir alinhado a uma nova metodologia pedagógica. “É importante realizarmos melhorias na estrutura física das escolas, que incluem quadra, refeitórios e acessibilidades, mas também temos que estabelecer novas ofertas ao ensino médio, como a inclusão de cursos de dança, música, teatro e esportes, dentre outros, além de pensarmos em especializações de curto período que possam beneficiar o estudante que encerra sua trajetória escolar ou a moradores e comerciantes da localidade que possam aprimorar o seu serviço”, destacou.

 A diretora Lucinete Nascimento, do Edgar Santos, falou da importância da presença do secretário na unidade. “Eu tinha pedido para que Pinheiro viesse à escola e ele hoje me deu esse prazer de estar aqui. Ele é uma pessoa que confio e sei que esforços estão sendo feitos para melhorar. Por isso, estando na escola, vendo nossas necessidades, acredito que ele será sensível para realizar melhorias” relatou. Atualmente a unidade possui 1358 estudantes do ensino médio e fundamental, além dos cursos técnicos de nível médio em Enfermagem e Administração.

 Também muito entusiasmada, a diretora Eliana dos Anjos, do Angelita Moreno, unidade que atende 1090 alunos do fundamental e EJA ensino médio, falou das expectativas com a visita. “Foi muito bom o secretário estar na escola já com propostas de melhoria e ampliação, com o objetivo de atender à grande demanda da comunidade. Por isso estamos torcendo para que em 2018 estejamos com uma oferta maior para todos da região”, contou.

Fonte: Ascom/SEC

SEC_NTE_HORIZONTAL 26

 

Peças de teatro marcam despedida dos estudantes concluintes do Ensino Médio em Colégio na Ribeira

Os estudantes do terceiro ano do Ensino Médio do Colégio Estadual Presidente Costa Silva, localizado na Ribeira, em Salvador, se despediram da unidade escolar com muita arte e pertencimento cultural. É que durante todo o ano letivo, eles preparam o projeto interdisciplinar intitulado “Bahia entre territórios e identidades: a cultura e a história de um povo”, apresentado na formatura dos concluintes. A atividade envolveu três peças teatrais. A ideia foi utilizar a arte teatral para promover uma reflexão sobre a importância da cidadania para o conhecimento histórico, geográfico e cultural das várias regiões que compõem o Estado, deixando um legado para a vida dos formandos.

 O projeto pedagógico, que incentiva a leitura e a pesquisa, é desenvolvido no colégio há 17 anos e envolve toda a comunidade escolar, trazendo, a cada ano, um tema diferente. Este ano, explica o professor de História Robson Farias, idealizador e um dos coordenadores do projeto, a proposta do tema levou os estudantes a pesquisas internas e de campo, seminários, mosaico e encenação teatral, transportando para o ambiente escolar a história das diversas regiões da Bahia: Salvador, Chapada Diamantina, Recôncavo Baiano, Costa do Descobrimento, Costa do Dendê, Costa do Cacau, Oeste Baiano e Sertão. “O resultado é um trabalho grandioso, que envolve adaptação de texto e interpretação cênica, trazendo à tona diferentes culturas e costumes, promovendo conhecimento, autoestima e integração”, destaca o educador.

 A estudante Dandara Goecking, 18, que acaba de concluir o 3º ano, fala do significado do projeto. “Esse trabalho tem uma importância grande em se tratando de um espaço de Educação pública em Salvador, cuja cultura africana é forte, mas muita gente desconhece. Assim, o projeto cumpre o papel de resgatar a nossa história e desenvolver a nossa identidade cultural. É uma atividade muito envolvente, que conta com a participação de toda a escola”.

 O professor de Língua Portuguesa e também coordenador do projeto, Jaddo Maciel, completa: “O projeto agrega valores, como criatividade, senso de equipe, desenvolvimento de pesquisa e protagonismo juvenil, além de envolver as famílias dos alunos, que assistem às apresentações. É muito emocionante ver o envolvimento dos estudantes do 3º ano, que acabam atraindo a atenção e a participação de todos os alunos, rompendo, inclusive, os muros do colégio, já que apresentamos o trabalho também em escolas da rede municipal”.

 Fonte:Ascom/SEC

SEC_NTE_HORIZONTAL 26

Secretaria da Educação do Estado cadastrará escolas para o projeto Grafitaê

A Secretaria da Educação do Estado realizará, de 2 a 30 de janeiro, às inscrições para a segunda edição do projeto #Grafitaê: Escola conta e pinta a sua história. A iniciativa, busca incentivar a liberdade de expressão, criatividade e a interação coletiva, além de promover um diálogo da cultura urbana dentro do ambiente escolar como forma de ensino e aprendizagem por meion da arte da grafitagem. Em 2017, primeiro ano do projeto, o #Grafitaê foi implantado em 270 escolas, localizado nos 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTE), alcançando 209 mil estudantes da rede estadual.

 Para 2018 serão abertas 270 vagas em unidades escolares da rede estadual. Para se cadastrar, o gestor escolar deve comparecer ao NTE e preencher o Termo de Adesão, demonstrando interesse em levar o projeto para sua escola. A coordenadora de Educação Integral, Catarina Cerqueira, conta que a procura para a adesão já está grande. “Estamos recebendo ligações tanto de professores quanto dos alunos e gestores de todo o Estado, informando que suas escolas têm interesse e querendo saber quando começam as inscrições. A procura está muito forte”, explica a coordenadora.

Catarina também faz um balanço do #Grafitaê em 2017. “Foi um projeto que deu muito certo, muito positivo, principalmente pelo envolvimento da comunidade escolar e do entorno. Em algumas escolas o muro virou cartão postal e as oficinas também levantaram várias questões sociais. O projeto, além de promover embelezamento nas escolas, trouxe discussões sobre empoderamento, preconceito, machismo, racismo, diversidade, entre outros, e, por outro lado, os grafiteiros tiveram um papel muito importante, incluindo os estudantes nesse processo artístico”, pontua.

 “Grafitaê – O projeto Grafitaê: Escola conta e pinta a sua história” busca aproximar a realidade dos estudantes à escola por meio da história de vida dos alunos e da comunidade, promovendo o empoderamento juvenil. Tendo o grafite como principal ferramenta de expressão visual, a iniciativa aborda a temática de forma lúdica, criativa e educativa, envolvendo e desafiando os estudantes a participarem de atividades diversas, como rodas de conversas, oficinas de hip-hop, rap, breakdance, grafite, onde os alunos são divididos previamente em equipes, com o objetivo de produção de conteúdo.

Fonte: Ascom/SEC

SEC_NTE_HORIZONTAL 26

Estudantes da Rede Estadual realizam formatura de conclusão do Ensino Médio

A tarde desta quinta-feira (21) foi marcada por muitas emoções para os 41 estudantes que concluíram o Ensino Médio no Colégio Estadual Helena Matheus, localizado no bairro de São Cristóvão. Com direito ao uso da beca, os alunos celebraram a formatura em solenidade no auditório da Secretaria da Educação do Estado. O momento, que marca a passagem dos formandos para novos desafios na vida, foi compartilhado com o secretário da Educação, Walter Pinheiro, gestores, professores e familiares.

 Em seu discurso, Pinheiro ressaltou a importância dos estudantes utilizarem seu conhecimento para buscarem novas conquistas, mas sempre lembrando de onde vieram. “Vocês chegam em uma etapa para conquistar um novo espaço. É perceptível a valorização de todos que estiveram nas suas caminhadas como os responsáveis pela limpeza, merenda, professores e gestores. Portanto, vemos que a escola é um local de transformação e que as pessoas que a integram sabem fazê-la funcionar. Por isso espero que todos tenham um futuro de sucesso como resultado dessa educação”, destacou.

 Ainda segundo o superintendente de Políticas para a Educação Básica, Ney Campelo, a boa formação dos estudantes é reflexo do trabalho na escola. “O mundo mudou e a educação também. Nas escolas, o aluno tem que ter o alicerce para escolher aquilo que ele sonha em fazer e seguir da sua vida, e não estar preso a algumas oportunidades. Temos estudantes com diversos talentos e precisamos mostrar isso para que conheçam a força da rede pública de ensino”, enfatizou.

 Para o estudante Judson Souza, 19 anos, este foi um momento de relembrar os momentos na escola. “Por incrível que pareça, cheguei à escola neste ano e fui abraçado com muito carinho pelos meus colegas. Fiz amizades que vão para a vida inteira e isso não tem preço. Já marcamos uma despedida mais informal e tenho certeza que teremos novas alegrias a partir daqui”, disse.

Segundo a estudante Danielle Moreira, 17, a formatura marca o fechamento de um ciclo e o início de novos desafios. “Agora estamos todos pensando na entrada da faculdade. Espero concretizar o meu objetivo de cursar Artes Cênicas e devo muito desse amor à escola. Na unidade, participei de diversos projetos de arte e cultura e acabei criando essa interação com o tema. Espero que todos os colegas consigam seguir os seus sonhos”, afirmou.

 Outras formaturas

 Na quarta-feira (20) foi a vez dos 23 estudantes que concluíram o Ensino Médio no Colégio Estadual de Paia Grande, localizado no Subúrbio Ferroviário de Salvador. Com o tema “A noite das Estrelas”, a comunidade escolar festejou com alegria mais uma etapa vencida pelos alunos.

 De acordo com a diretora da unidade, Roselene Mesquita, concluir o Ensino Médio “é um passo muito importante na vida”. Segundo ela, muitos dos formandos prestaram vestibular e no próximo ano iniciam em cursos superiores. “Foi uma noite muito emocionante. Mais uma etapa vencida para eles, que já estão pensando em novos rumos profissionais. É gratificante para nós do Colégio Praia Grande fazer parte desta etapa tão importante na vida dos nossos jovens”, declara.

 A concluinte Maria Helena Santana, 18, diz que concluir o Ensino Médio é começar a alcançar o sonho de se tornar fisioterapeuta. “A formatura foi linda. Valeu a pena ter participado desse momento tão mágico. Sinto que meu a realização do meu sonho de ser fisioterapeuta está se aproximando e estou muito feliz por isso. Agora começa uma nova jornada de mais estudos, mais dedicação e muito foco”, finaliza.

 Interior – Os concluintes do 3º ano do Ensino Médio dos Colégios Estaduais Professor Fábio Araripe Goulart e Antônio Sá Pereira (CEASP), em Ilhéus, a 446 Km de Salvador, na região Sul do Estado, também participaram de colação de grau, esta semana. Ainda no Sul do Estado, no dia 14, a comunidade escolar do Colégio Estadual de Serra Grande, em Uruçuca, a 401 Km de Salvador, preparou uma grande festa, para 58 alunos celebrar a finalização do Ensino Médio.

 Fonte:Ascom/SEC

SEC_NTE_HORIZONTAL 26