Secretário visita comunidade escolar do Colégio Estadual Satélite

 

O Colégio Estadual Satélite, localizado no bairro de Piatã, em Salvador, é uma das unidades da rede estadual de ensino que trabalha com Educação Especial na perspectiva da Educação Inclusiva com Atendimento Educacional Especializado (AEE). A unidade conta com 400 estudantes matriculados no Ensino Fundamental e no Ensino Médio, sendo 48 alunos da Educação Especial.  Nesta quinta-feira (17), gestores, professores, funcionários e familiares dos estudantes receberam a visita do secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, que falou sobre as perspectivas para a unidade escolar.

“A ideia é ampliarmos a oferta de vagas para os alunos especiais devido à escola ter se tornado referência na oferta da educação inclusiva. Também estamos debatendo junto com educadores novos métodos que fortaleçam, ainda mais, a pedagogia nesta área e, por isso, contamos com a contribuição dos professores para participarem, junto com a gente, deste momento de resgate do espírito da escola, para atrair cada vez mais o estudante”, declarou Pinheiro.

A coordenadora pedagógica do colégio, Cláudia Oliveira, falou sobre as expectativas da comunidade escolar. “Ficamos muito animados com esta visita, porque pudemos discutir sobre demandas específicas da escola, principalmente por realizarmos um trabalho diferenciado com estudantes da educação inclusiva. Esperamos melhorar nossa estrutura e estamos muito contentes com a ideia do secretário em disponibilizar o uso da tecnologia como ferramenta para o ensino”, enfatizou a gestora.

Os estudantes também participaram do encontro. Diego Almeida, 23 anos, que é cego e faz o 1º ano no colégio, falou sobre esta integração com a Secretaria. “Foi muito bacana o contato com o secretário Pinheiro. Fiquei empolgado com o plano de trazer a Robótica para aprendermos Matemática, além de outras ferramentas que ampliem nosso aprendizado”, contou.

Compondo um grupo de pais e mães de estudantes, a cabeleireira Cláudia Mori falou sobre a importância do Colégio Estadual Satélite para a formação da sua filha autista, Airi Fugii. “Morei um bom tempo no Japão que tinha uma ótima assistência. Quando retornei para o Brasil, eu tive muitas dificuldades para encontrar uma escola. Com o Colégio Estadual Satélite, eu fiquei muito contente porque os eles fazem um trabalho realmente de inclusão e não colocam em grupos separados. Isso mudou bastante a formação de Airi”, relatou.

Fotos: Claudionor Jr. – Ascom/Educação

SEC_NTE_HORIZONTAL 26

Inscrições para processo seletivo da Educação começam hoje

C4s4VR4XUAAojqU

Começam nesta sexta-feira (17/2) as inscrições para o Processo Seletivo Simplificado visando a contratação por meio do Regime Especial de Direito Administrativo (REDA), para as funções de professores e profissionais da Educação de nível médio e superior.

São 519 vagas para professores da Educação Profissional e Tecnológica e 211 vagas iniciais para professor substituto da Educação Básica, sendo que durante o ano letivo o número de convocados poderá chegar até 2.243.

>> Clique aqui para ler os editais e fazer a sua inscrição

A seleção engloba, ainda, 157 vagas para preceptor de estágio de Enfermagem das unidades da Educação Profissional e Tecnológica da rede estadual e mais 655 vagas da Educação Especial, destinadas a Técnicos de Atendimento Educacional Especializado, Tradutor/Intérprete de Libras, Cuidador Educacional, Braillista e Instrutor de Libras.

 Fonte: ASCOM/SEC

SEC_NTE_HORIZONTAL 26

Secretário visita escolas da Cidade Baixa e do Subúrbio de Salvador

Os Colégios Estaduais Solange Hortélio e Teresa Helena Mata Pires, localizados, respectivamente, nos bairros do Uruguai, na Cidade Baixa, e Coutos, no Subúrbio Ferroviário de Salvador, foram visitados, nesta quinta-feira (16), pelo secretário da Educação do Estado da Bahia, Walter Pinheiro. Durante o encontro, Pinheiro percorreu as instalações e ouviu as demandas das comunidades escolares. Além disso, o secretário dialogou com gestores, professores e funcionários.

 

“O objetivo das nossas visitas às escolas é aproximá-las da Secretaria e, principalmente, envolver todas as unidades no projeto de reestruturação da rede, que é focado no eixo pedagógico; a escola conviver com atividades que completem o currículo regular, que pode ser desde uma horta à uma atividade de robótica; fazer transformações profundas, com foco no conteúdo pedagógico; manter o espírito de tornar o ambiente algo extremamente atrativo para impulsionar a escola com o objetivo de fazer crescer o índice de aprendizado não como quem busca um número do IDEB, mas quem busca, efetivamente, melhorias na escola”, declarou o secretário Walter Pinheiro.

 

O secretário falou sobre a importância destas visitas. “É deixar a escola dizer como as coisas podem mudar a partir de suas vivências, experiências e até suas vocações locais e territoriais, porque a escola tem muito mais condições de enxergar a sua realidade do que a Secretaria”, afirmou Pinheiro, ao ressaltar a necessidade da coordenação pedagógica. “Não vamos admitir mais nenhum colégio sem esta figura importante para o desenvolvimento do trabalho pedagógico”.

 

A vice-diretora do Teresa Helena Mata Pires, Antônia da Silva Pinto, falou como este diálogo contribui para a melhoria da escola. “É muito importante esta aproximação do secretário com a nossa comunidade escolar porque, a partir das visitas, ele conhece de perto as nossas necessidades. Temos uma área externa, por exemplo, que ele quer revitalizar para transformá-la em um espaço de lazer”, disse a gestora da unidade, que atente estudantes do Ensino Fundamental.

 

Fotos: Claudionor Jr. – Ascom/Educação

SEC_NTE_HORIZONTAL 26

Projeto de dança mobiliza estudantes e comunidade na escola

Com o objetivo de promover o protagonismo juvenil e maior integração entre os estudantes e a comunidade, o Colégio Estadual Elisabeth Chaves Veloso, localizado no bairro do Cabula VI, em Salvador, criou o Projeto Black Dance. A atividade utiliza recursos teatrais para elaborar coreografias de músicas que retratam o cotidiano e discutir questões como empoderamento, igualdade de gêneros, movimento LGBT e intolerância religiosa, entre outros temas que norteiam a formação desses jovens.

A ação é voltada para a dança de rua e o grupo utiliza canções da música negra nacional e internacional, reforçando o trabalho de identidade cultural e igualdade de gêneros. Para não prejudicar as aulas dos estudantes, os ensaios acontecem na unidade, aos sábados, sempre pela manhã (das 8h às 12h).

“O projeto conta com 30 participantes e é aberto para a comunidade, ou seja, nós temos meninos e meninas egressos da unidade que continuam participando dos projetos e, a cada dia, mais jovens procuram nossa escola querendo realizar a seleção para participar do grupo”, relata a coordenadora do Grupo, Francine Costa. A professora conta, ainda, que a fama dos jovens já corre até em outro continente. “Resolvemos coreografar a música “Cala boca”, do cantor angolano Sevendays, postamos um vídeo na internet e chegou até o conhecimento do cantor, que gostou muito e prometeu vir à escola, dançar com os meninos”, comemora.

O estudante João Pedro Ribeiro, 1º ano, está ansioso para dançar com o cantor internacional. “Mesmo estando de férias da escola, estamos ensaiando e aprimorando a coreografia para fazer bonito. É um grande reconhecimento dele com o nosso trabalho, estamos muito felizes”, confessou João. O jovem ainda divide o tempo entre a dança e o futebol, mas diz que a sua maior paixão é a dança e se organiza para não perder as aulas. “Como faço parte da seleção sub-17 do Esporte Clube Bahia, com treinos diários, fico cansado, mas quando chego à escola e começo a ensaiar, conversar com os meus colegas e a professora, o cansaço passa”, conta.

Para sua colega de dança, a estudante do 9º ano, Suede Carina dos Santos, 14 anos, a dança ajudou a melhorar a sua timidez. A jovem conta que sempre admirou pessoas que trabalham com intervenções artísticas, mas não se imaginava participando de um grupo de dança. “Eu era muito tímida, a dança me ajudou bastante. Hoje estou mais desinibida, converso mais e não tenho vergonha de falar em público, até já pensei em seguir carreira na dança”.

Parcerias
O grupo tem parceria com a Universidade Federal da Bahia (UFBA), onde os estudantes dos cursos de Teatro e Dança ministram aulas de expressão corporal, comportamento no palco, jogos teatrais e relação com a plateia e promovem rodas de conversas sobre temas sociais.

 

Fonte: ASCOM/SEC

SEC_NTE_HORIZONTAL 26

Aberta seleção para professores e profissionais da Educação

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia abriu Processo Seletivo Simplificado visando a contratação por meio do Regime Especial de Direito Administrativo (REDA), para as funções de professores e profissionais da Educação de nível médio e superior. Os editais foram publicados, neste sábado (11), no Diário Oficial do Estado. São 519 vagas para professores da Educação Profissional e Tecnológica e 211 vagas iniciais para professor substituto da Educação Básica, sendo que durante o ano letivo o número de convocados poderá chegar até 2.243.

>> Leia os editais 

A seleção engloba, ainda, 157 vagas para preceptor de estágio de Enfermagem das unidades da Educação Profissional e Tecnológica da rede estadual e mais 655 vagas da Educação Especial, destinadas a Técnicos de Atendimento Educacional Especializado, Tradutor/Intérprete de Libras, Cuidador Educacional, Braillista e Instrutor de Libras.

SEC_NTE_HORIZONTAL 26

Aula inaugural destaca protagonismo estudantil nesta quarta (8/2)

A aula inaugural do ano letivo 2017 da rede estadual de ensino será realizada, nesta quarta-feira (8), das 8h30 às 10h, no Centro Educacional Carneiro Ribeiro – Escola Parque, localizado no bairro Caixa D’Água, em Salvador. A aula contará com as presenças do governador Rui Costa e do secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro.

A atividade será transmitida, ao vivo, pela TV Educativa (TVE) e, também, pelo Portal da Educação. “Este é um momento de acolhimento e de dar as boas-vindas aos nossos estudantes, professores e gestores que fazem a educação na rede estadual. Este é um ano especial, porque estamos trabalhando para que nenhuma unidade funcione mais sem uma coordenação pedagógica”, comentou o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro.

A aula terá como destaque o protagonismo dos estudantes da rede estadual, que irão apresentar experiências científicas, tecnológicas, artísticas e culturais, que sobressaíram nas escolas, durante o ano letivo de 2015 e 2016, ou que serão desenvolvidas ao longo de 2017, como Ciência na Escola, Festival Anual da Canção (Face), Tempos de Arte Literária (TAL); Artes Visuais Estudantis (AVE), Educação Patrimonial e Artística (EPA); Parlamento Juvenil do Mercosul;  Líderes de Classe; Programa 1º Emprego; Laboratórios Virtuais; Cultura da paz e Escolas Culturais.

Homenagem a Gilberto Gil 
Neste ano, a aula inaugural homenageará o cantor e compositor baiano Gilberto Gil. O artista representa a arte, a musicalidade e a cultura nacional pelo mundo e, neste ano, celebra 75 anos de idade. As homenagens serão apresentadas por estudantes que fazem parte de projetos musicais nas escolas estaduais, como Luanna Menezes, a Banda Juventude Parqueana e a Banda Casa de Mainha, formada por Tayná, Tato e Patrick, entre outros. A programação também contará com as participações das cantoras convidadas Manuela Rodrigues e Carla Visi.  O programa será apresentado pelo cantor e ator Daniel Boaventura.

SEC_NTE_HORIZONTAL 26

 

 

Aulas começam com foco no fortalecimento das ações pedagógicas

O primeiro dia de aulas do ano letivo 2017 na rede estadual, nesta segunda-feira (6), foi marcado pelo acolhimento dos estudantes, por apresentações da equipe docente, hasteamento da bandeira e apresentações culturais. No Colégio Estadual Zumbi dos Palmares, no bairro de Tancredo Neves, em Salvador, por exemplo, a programação contou com a participação dos alunos do Circo Picolino e da arte com grafite do artista plástico Marcos Costa.

Na quarta-feira (8), as comemorações pelo início do ano letivo 2017 continuam com o Programa de Abertura, das 8h30 às 10h, no Centro Educacional Carneiro Ribeiro – Escola Parque, no bairro Caixa D’Água, em Salvador, com as presenças do governador Rui Costa e do secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro. O programa será transmitido ao vivo pela TVE e pelo Portal da Educação.

Ao dar as boas-vindas à comunidade estudantil, o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, destacou as ações que estão sendo empreendidas para fortalecer a pedagogia nas escolas. “Faço uma saudação a todos os envolvidos na educação para que iniciemos um momento de transformação na educação da Bahia. Estamos preparando diversas ações que vão promover uma valorização e resgate do espírito da escola. A prioridade é ter coordenadores pedagógicos em todas as escolas. Acreditamos que a rede física é importante, mas a mudança real acontece com uma pedagogia forte, valorizando a identidade territorial das escolas”, afirmou.

A presença do coordenador pedagógico foi um dos assuntos mais comentados pelos diretores e professores na volta às aulas. Para a diretora do Colégio Estadual Davi Mendes, Marise Marques, este profissional tem um papel fundamental. “O coordenador pedagógico tem uma formação específica que irá contribuir para a melhoria da Educação”, considera. É o que também acredita a professora de Geografia do Davi Mendes, Maria São Pedro. “É imprescindível a presença do coordenador pedagógico nas escolas porque ele tem a função de dar o respaldo teórico às práticas pedagógicas, bem como de organizar e articular o pedagógico. Por estas e outras mudanças que acontecerão, este ano, a minha expectativa é bem positiva”, destacou.

O diretor do Colégio Estadual Senhor do Bonfim, Jener Freire, também comemora a decisão da Secretaria. “O coordenador pedagógico desempenha um dos mais importantes papeis dos colégios”, acredita. A diretora do Colégio Duque de Caxias, Eliete Silva, completou: “O sonho do gestor é ter um corpo pedagógico na sua unidade para que ele possa agregar professores e estudantes e, assim, fortalecer o desenvolvimento das atividades”.

Reencontros
Entre os estudantes, o dia foi de reencontros e cheio de expectativas como explicou Janaína Pereira, 16 anos, 3º ano do Colégio Estadual Davi Mendes. “Este ano vai ser decisivo porque vou enfrentar as provas do ENEM e tentar fazer Medicina”, destacou. João Vitor Colavolpe, 12 anos, vai cursar a 6ª série e pretende redobrar a atenção aos estudos daqui para frente. “Estudo em uma escola boa e depende de nós para que ela seja cada vez melhor. Os professores aqui são comprometidos e isso nos incentiva mais a estudar. Quero realizar o sonho de me tornar advogado, que foi o desejo do meu pai, mas para ele não foi possível”, revelou.

>> Clique aqui para ver todas as fotos do início do ano letivo

Foto: Claudionor Jr. – Ascom/Educação

SEC_NTE_HORIZONTAL 26

Inscrições para o Sisu são prorrogadas até domingo (29)

O Ministério da Educação (MEC) prorrogou as inscrições dos estudantes no Sistema de Selação Unificada (Sisu) até as 23h59 do próximo domingo (29). O prazo estava previsto para terminar hoje (27). O ministério decidiu prorrogar após estudantes terem relatado dificuldades para acessar o sistema. O resultado está mantido para segunda-feira (30).

Ao todo, são 238.397 vagas em 131 instituições públicas, entre universidades federais e estaduais, institutos federais e instituições estaduais.

O Sisu seleciona os estudantes com base na nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Cabe a cada instituição definir o cálculo que utilizará para a seleção dos novos alunos. Para participar do processo, o estudante não pode ter tirado nota zero na redação do exame. Ao todo, mais de 6,1 milhões fizeram o Enem em 2016.

O período de matrícula será de 3 a 7 de fevereiro. Os candidatos que não forem selecionados na chamada regular poderão participar da lista de espera, entre 30 de janeiro e 10 de fevereiro. Esses candidatos serão convocados a partir do dia 16 de fevereiro, caso haja vagas remanescentes.

Fonte: Agência Brasil

Escolas recebem R$ 13 milhões para atividades complementares

ave-e-tal-na-escola-parque-075

As escolas da rede estadual que aderiram ao programa Novo Mais Educação já estão com seus recursos disponíveis. Este ano, foram destinados 13 milhões de reais para o desenvolvimento de atividades complementares como arte e educação. Além disso, cada unidade de ensino também poderá utilizar a sua verba, que varia de escola para escola, na requalificação do ambiente escolar, de acordo com a proposta pedagógica da escola.

Na Bahia, o programa está beneficiando 478 escolas, localizadas em todos os 417 municípios, com um total de aproximadamente 240 mil estudantes do Ensino Fundamental. O total de recurso destinado para cada escola é calculado com base no quantitativo de estudantes que a unidade irá atender.

De acordo com a coordenadora de Educação Integral da Secretaria da Educação, Rowenna Brito, a proposta pedagógica da escola precisa estar mais próxima da identidade do estudante. “A ideia é que a escola utilize esse recurso para fazer o desenho do Projeto Político Pedagógico da escola, atendendo às demandas e necessidades do estudante. É uma inciativa para fortalecer a Educação Integral em tempo integral visto que os estudantes participam de atividades que complementam a formação”, destaca a gestora.

Com  isso, a escola irá vivenciar uma jornada ampliada de 15 horas semanais, atendendo cinco atividades, sendo Língua Portuguesa e Matemática obrigatórias e, as outras três, de livre escolha. O objetivo é potencializar o ensino regular nas disciplinas de Português e Matemática e, assim, melhorar os indicadores de avaliação. O recurso, do Governo Federal, é destinado para um período de oito meses, com início das atividades em março e término em novembro deste ano.

Foto: Divulgação

Secretaria da Educação divulga resultado do sorteio eletrônico da Educação Profissional

Contemplados para 11.748 mil vagas da Educação (24)              
Um total de 11.748 mil estudantes foram beneficiados com o sorteio eletrônico da Educação Profissional realizado, nesta segunda-feira (23), no auditório da Secretaria da Educação do Estado, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador.  São jovens e trabalhadores, que já concluíram o Ensino Médio e que vão voltar a estudar. As vagas são para 33 cursos técnicos de nível médio de 11 Eixos Tecnológicos, oferecidos nos Centros Estaduais e Territoriais de Educação Profissional e seus anexos, em 57 municípios baianos, nos 27 Territórios de Identidade. O resultado está disponível no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br).
 
O sorteio aconteceu na presença de representantes do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Procuradoria Geral do Estado (PGE), do Ministério Público Federal e do Conselho Estadual de Educação. Entre as contempladas estava a professora Débora Dias Santana, 36 anos, que decidiu investir em uma nova profissão. “Por meio de uma indicação de uma amiga e por ser oriunda da rede estadual, decidi me inscrever para o curso técnico de Secretariado, do Centro Estadual de Educação Profissional Isaías Alves. Há um bom tempo que eu gostaria de trabalhar nesta área. Estou feliz pelo sorteio e pela oportunidade de poder realizar esse curso”, ressaltou.
 
Segundo o superintendente da Educação Profissional da Bahia, Durval Libânio, os cursos ofertados abrangem diversas áreas de atuação. “Oferecemos cursos de diferentes áreas do conhecimento como Saúde, Produção Cultural, Recursos Naturais, Controle e Processos Industriais, Informática, Gestão e Negócios, Administração, Logística, entre outros que oportunizam a formação para os jovens e trabalhadores em toda a Bahia”, afirmou.
 
Durval ainda contou sobre as perspectivas para a oferta de mais vagas durante o ano de 2017. “No meio do ano teremos uma nova oferta onde terão cursos na área de Agropecuária e Agroecologia em regime de alternância para melhor atender os moradores da região rural. Também estamos trabalhando para ofertar Educação Profissional com Intermediação Tecnológica, além de cursos Pronatec de formação integral. Ao todo serão 108.000 vagas oferecidas neste ano”, afirmou.
 
Matrícula - A matrícula para os contemplados no Sorteio Eletrônico ocorre no período de 1º a 3 de fevereiro de 2017. Os candidatos contemplados devem se dirigir aos Centros Territoriais e Estaduais de Educação Profissional para os quais se inscreveram. No ato da matrícula, devem ser apresentadas cópias e originais dos seguintes documentos: CPF, histórico escolar, Carteira de Identidade e comprovante de residência. O início das aulas está previsto para 06 de fevereiro de 2017.
Contemplados para 11.748 mil vagas da Educação (7)
Os candidatos contemplados no Sorteio Eletrônico para os cursos no eixo tecnológico Produção Cultural e Design, ofertados pelo Centro Estadual de Educação Profissional em Artes e Design, em Salvador, passarão por um teste de habilidade específica. O teste, de caráter eliminatório, será aplicado no próprio Centro, durante o período de matrícula. Os estudantes deverão se dirigir ao Centro com os documentos necessários, pois se aprovados no teste de habilidade específica efetivarão a matricula imediatamente após o teste.
 
O sorteio e direcionado a estudantes que concluíram o Ensino Médio e suas modalidades, de forma gratuita, em estabelecimentos de ensino da rede pública de Educação – no âmbito federal, estadual ou municipal. Ou ainda que tenham, comprovadamente, cursado o Ensino Médio em instituição filantrópica ou em instituição privada na condição de bolsista integral. Das vagas ofertadas, 9.288 foram para o interior do Estado e 2.460 mil para Salvador e Região Metropolitana de Salvador (RMS).

Fotos: Suami Dias